Algumas das linhas de investigação para o biénio 1999-2001:

O Programa A.I.F.L.A.

No biénio que vai de Setembro de 1999 a Setembro de 2001, o C.E.H.L.E. desenvolve, entre outras linhas e programas de pesquisa, por parte dos seus investigadores associados, os seguintes:

Programa (informático) / Arquivo-Inventário de Fundos do Livro Antigo (A.I.F.L.A.) em Portugal;

Levantamento iconográfico de gravuras impresas em livro em Portugal no século XVIII. Estas pesquisas decorrem no âmbito de um outro nosso centro recém criado, o Centro de Investigações Interdisciplinares de Iconografia – Laboratório de Pesquisa (C.I.C.L.); e

Pesquisas e informatização da biblioteca especializada (em História do Livro) do mesmo Centro.

Damos, abaixo, notícia mais pormenorizada de tais acções.

Programa A.I.F.L.A. (Arquivo-Inventário de Fundos do Livro Antigo)

Programa A.I.F.L.A. para o século XVI

Programa A.I.F.L.A. para o século XVII

Programa A.I.F.L.A. para o século XVIII

Até ao mês de Julho de 1999 encontrava-se concluído o levantamento provisório, no âmbito daquele primeiro Programa (A.I.F.L.A.) em relação ao séc. XVI. O leitor pode assim encontrar já disponível, na Revista Portuguesa de História do Livro, nº. 3, pp. 205 e sgt., o resultado do mesmo. São, ao todo, três dezenas de impressores activos em Lisboa, no período de quinhentos. A maioria deles são portugueses mas há outros, também, provenientes da Alemanha, da Boémia , de França ou de Itália.

Em relação ao Programa A.I.F.L.A./séc. XVII; e Programa A.I.F.L.A. /sé. XVIII, as investigações encontram-se em curso, sendo possível que nos próximos números da Revista , (também) na Secção VARIA, voltemos a fazer eco das pesquisas em curso.

Programa do C.I.C.L. (gravura setecentista)

Encontra-se de momento a ser objecto de levantamento um conjunto de gravuras editadas em livro impresso em Lisboa no período setecentista. Merece particular referência a gravura impressa em livro saído em Lisboa durante o reinado de João V. Entre as gravuras objecto de estudo contam-se as de Vieira Lusitano e de franceses como Debrie e Rochefort.

Informatização da biblioteca do Centro

Outra linha de acção em curso neste Centro de Estudos de História do Livro e da Edição são as pesquisas e a informatização dos fundos bibliográficos disponíveis. Estão a ser inventariados e catalogados, sobretudo, os fundos de livro antigo de que dispomos. As técnicas encarregadas da fichagem informática, ou seja da classificação das obras, procedem em relação a estes últimos, a um ordenamento dos cimélios (dos séculos XV a XVIII) de acordo com as casas de impressão ou oficinas tipográficas de onde tais obras sairam.

Como o C.E.H.L.E. é um organismo sem fins lucrtivos, estes programas de investigação decorrem, não auto-subvencionados mas com o apoio resultante de candidaturas deste Centro a Institutos e Fundações do Estado português.